Resenha Espírita
Brasília/DF - Brasil
22/02/2018 Página Inicial

Sofrimento
Allan Kardec

Aquele, pois, que sofre nesta vida pode dizer-se que é porque não se purificou suficientemente em sua existência anterior, devendo, se o não fizer nesta, sofrer ainda na seguinte. Isto é ao mesmo tempo eqüitativo e lógico. Sendo o sofrimento inerente à imperfeição, tanto mais tempo se sofre quanto mais imperfeito se for, da mesma forma por que tanto mais tempo persistirá uma enfermidade quanto maior a demora em tratá-la. Assim é que, enquanto o homem for orgulhoso, sofrerá as conseqüências do orgulho; enquanto egoísta, as do egoísmo.

O Céu e o Inferno, Cap. V, 5, O Purgatório, pág. 77, FEB


«»«»«»«»«»«»


Lençois Maranhenses

Joanna de Ângelis

Relatividade da Vida Física (13/03/2018)






Emmanuel

Autolibertação (05/04/2018)






Irmão X

Judas Iscariotes (05/10/2017)


Ambição nobre que vejo
É aquele anseio de luz
Que se forma no desejo
De ser feliz com Jesus
Auta de Souza

Humorismo no Além, Chico Xavier, pág 39, IDEAL

«»«»«»«»«»«»

Editorial Obras Básicas Literatura Espírita Artigos Quadrinhos Arquivo

Fale conosco: resenha@resenhaespirita.com.br