Resenha Espírita

Edição: Abril/2004
Última atualização: 23/abril/2004
Matérias

Perante a Criança
Conduta Espírita, André Luiz, psic. Waldo Vieira, FEB

Perante a Criança

Um Pedido de Ajuda

Resumo da Doutrina dos Espíritos


Na meninice corpórea, o Espírito encontra ensejo de renovar as bases da própria vida

Ver no coração infantil o esboço da geração próxima, procurando ampará- lo em todas as direções.

Orientação da infância, profilaxia do futuro.

Solidarizar-se com os movimentos que digam respeito à assistência à criança, melhorando métodos e ampliando tarefas.

Educar os pequeninos é sublimar a Humanidade.

Colaborar decididamente na recuperação das crianças desajustadas e enfermas, pugnando pela diminuição da mortalidade infantil.

Na meninice corpórea, o Espírito encontra ensejo de renovar as bases da própria vida.

Os pais espíritas podem e devem matricular os filhos nas escolas de moral espírita cristã, para que os companheiros recém-encarnados possam iniciar com segurança a nova experiência terrena.

Os pais respondem espiritualmente como cicerones dos que ressurgem no educandário da carne.

Distribuir incessantemente as obras infantis da literatura espírita, de autores encarnados e desencarnados, colaborando de modo efetivo na implantação essencial da Verdade Eterna.

O livro edificante vacina a mente infantil contra o mal.

Observar quando se deve ou não conduzir as crianças a reuniões doutrinárias.

A ordem significa artigo de lei para toda idade.

Eximir-se de prometer, às crianças que estudam, quaisquer prêmios ou dádivas como recompensa ou (falso) estímulo pelo êxito que venham a atingir no aproveitamento escolar, para não viciar-lhes a mente.

A noção de responsabilidade nos deveres mínimos é o ponto de partida para o cumprimento das grandes obrigações.

Não permitir que as crianças participem de reuniões ou festas que lhes conspurquem os sentimentos, e, em nenhuma oportunidade, oferecer-lhes presentes suscetíveis de incentivar-lhes qualquer atitude agressiva ou belicosa, tanto em brinquedos quanto em publicações.

A criança sofre de maneira profunda a influência do meio.

Furtar-se de incrementar o desenvolvimento de faculdades mediúnicas em crianças, nem lhes permitir a presença em atividades de assistência a desencarnados, ainda mesmo quando elas apresentem perturbações de origem mediúnica, circunstância esta em que devem receber auxílio através da oração e do passe magnético.

Somente pouco a pouco o Espírito se vai inteirando das realidades da encarnação.

Em toda a divulgação, certame ou empreendimento doutrinário, não esquecer a posição singular da educação da infância na Seara do Espiritismo, criando seções e programas dedicados à criança em particular.

Sem boa semente, não há boa colheita.

Volta ao topo da página

Um Pedido de Ajuda
Celso Martins

Perante a Criança

Um Pedido de Ajuda

Resumo da Doutrina dos Espíritos


Sei que você, na medida do possível, colabora com as casas de assistência social de sua cidade diante das dificuldades financeiras que estrangulam estas instituições que há decênios vêm dando amparo a muitos necessitados do corpo e da alma. Sei disso porque quando me é possível participo de um grupo de jovens de um centro espírita aqui no subúrbio do Rio de Janeiro chamado Quintino e vamos uma vez por mês, depois das 10h da noite até mais ou menos 2h da madrugada, levar alimentos, roupas, sapatos a muitos irmãos nossos que literalmente moram nas ruas debaixo das marquises e dos viadutos. E aí encontramos gestantes, crianças, enfermos, aleijados, velhos e até operários que não têm dinheiro para o trem ou o ônibus a fim de voltarem para casa, à noite, até lá só regressando no final da semana.

Não me será preciso dar detalhes porque eu bem sei que você sempre assim agiu em sua cidade na medida, repito, do que lhe é possível dando amor a estes nossos irmãos que estão sofrendo muito mais do que nós. Reconheço que muitos centros espíritas, e também igrejas católicas, grupos de organizações até não religiosas fazem este trabalho a um tempo lindo e doloroso num país tão rico mas tão explorado pelos ratos de fora e os camundongos de dentro. Mas isto é tema para outro artigo.

Não sei se abusadamente peço sua atenção em favor do Lar da Caridade ou Hospital do Fogo Selvagem, de Uberaba, MG. Minha esposa Neli descobriu este trabalho abnegado da Aparecida Conceição Ferreira por volta de 1982 num programa da Xênia na TV-Bandeirantes. Conceição é uma heroína de apenas 90 anos de idade!

À época, através de uns 40 jornais estampei um artigo solicitando o envio para lá de sacos plásticos e eu mesmo, com a valiosíssima colaboração de muitos alunos, encaminhei umas dezenas de caixas com estes saquinhos plásticos, pelo Lar da Caridade reciclados e assim obtinha alguma verba para suas enormes despesas na aquisição de pomadas para esta dolorosa dermatose. Paulo Garrido também me foi muito prestimoso. Seu filho Celso ia ao meu lar recolher estes sacos. Mas agora tanto o Paulo como o meu xará estão no mundo espiritual. Que saudades eu sinto deles dois!

Soube também que o dileto Chico Xavier sempre deu a Aparecida o apoio que ela merece, em que pese à construção de alguma infra-estrutura para que a instituição tenha algum recurso para suas despesas. Mas o Chico Xavier também regressou ao mundo espiritual de modo que o Lar da Caridade vem encarando sérias dificuldades. Assim, com o concurso do José Carlos de Carvalho, meu editor pela DPL, soltei o livro Como Entender o Islamismo, no qual analiso a figura de Maomé diante de Moisés, de Jesus, de Kardec e mostro em rápidas pinceladas a influência dos maometanos na História da Humanidade, culminando com a Guerra de Bush contra Hussein. Tal livrinho tem parte de sua renda em benefício dos assistidos do Lar da Caridade e a Distribuidora Paulista de Livros se situa à Rua 5 de Julho, 59, São Paulo, SP, Cep 04281-000 e tel/fax 0XX-11-5061-8955. Dão-se descontos aos revendedores.

Lar da Caridade:
Agência Bradesco 0264-0, Conta nº 14572-6.
Deus lhe pague, amigo!

Celso Martins nasceu no Rio de Janeiro em 1942. É escritor e jornalista espírita conhecido em todo o país. Autor e co-autor em dezenas de livros publicados no Brasil e no exterior. Além de artigos veiculados por diversos periódicos.
É professor de Biologia e de Física, atualmente aposentado, e licenciado em História Natural e Pedagogia. Esperantista desde 1956, atuou no campo das artes como poeta, sonetista, trovador e contista.
Dedica-se à difusão do Espiritismo na tribuna, na Rádio Rio de Janeiro e pela TV Bandeirantes. Vem colaborando com a Resenha Espírita desde os primeiros tempos.

Volta ao topo da página

Resumo da Doutrina dos Espíritos — Parte III
O Livro dos Espíritos, Introdução, item VI

Perante a Criança

Um Pedido de Ajuda

Resumo da Doutrina dos Espíritos


Alan Kardec

"Os Espíritos exercem incessante ação sobre o mundo moral e mesmo sobre o mundo "físico. Atuam sobre a matéria e sobre o pensamento e constituem uma das potências da "Natureza, causa eficiente de uma multidão de fenômenos até então inexplicados ou mal "explicados e que não encontram explicação racional senão no Espiritismo.

"As relações dos Espíritos com os homens são constantes. Os bons Espíritos nos "atraem para o bem, nos sustentam nas provas da vida e nos ajudam a suportá-las com "coragem e resignação. Os maus nos impelem para o mal: é-lhes um gozo ver-nos e "assemelhar-nos a eles.

"As comunicações dos Espíritos com os homens são ocultas ou ostensivas. As "ocultas se verificam pela influência boa ou má que exercem sobre nós, à nossa revelia.

"Cabe ao nosso juízo discernir as boas das más inspirações. As comunicações ostensivas se "dão por meio da escrita, da palavra ou de outras manifestações materiais, quase sempre "pelos médiuns que lhes servem de instrumentos.

"Os Espíritos se manifestam espontaneamente ou mediante evocação.

"Podem evocar-se todos os Espíritos: os que animaram homens obscuros, como os "das personagens mais ilustres, seja qual for a época em que tenham vivido; os de nossos "parentes, amigos, ou inimigos, e obter-se deles, por comunicações escritas ou verbais, "conselhos, informações sobre a situação em que se encontram no Além, sobre o que "pensam a nosso respeito, assim como as revelações que lhes sejam permitidas fazer-nos.

"Os Espíritos são atraídos na razão da simpatia que lhes inspire a natureza moral do "meio que os evoca. Os Espíritos superiores se comprazem nas reuniões sérias, onde "predominam o amor do bem e o desejo sincero, por parte dos que as compõem, de se "instruírem e melhorarem. A presença deles afasta os Espíritos inferiores que, inversamente, "encontram livre acesso e podem obrar com toda a liberdade entre pessoas frívolas ou "impelidas unicamente pela curiosidade e onde quer que existam maus instintos.

Longe de se "obterem bons conselhos, ou informações úteis, deles só se devem esperar futilidades, "mentiras, gracejos de mau gosto, ou mistificações, pois que muitas vezes tomam nomes "venerados, a fim de melhor induzirem ao erro.

Volta ao topo da página
Inicial Editorial Obras Básicas Notícias Quadrinhos Links Livros Arquivo

Fale conosco: resenha@resenhaespirita.com