Resenha Espírita

Edição: Novembro/2007
Última atualização: 22/novembro/2007
Página Inicial

Sebastião Lesnau
No Rumo da Sublime Estrela,
Psic. J. Raul Teixeira, Ed. Frater



Fulge nos céus a mais brilhante Estrela,
Inundando de luz a Terra inteira,
E ao seu redor um halo como esteira,
Difícil é que alguém não consiga vê-la.
Pela amplidão nada pode escondê-la,
Pois seu fulgor se anuncia primeiro.
Beija os jardins, como alcança o lameiro,
Razão bastante para enaltecê-la.
Esse astro expande luz como um farol
Nos altos céus a orientar a massa,
Pra que, com Deus, busque o próprio ideal.
É de Jesus que falo - Augusto Sol -,
Amor que aquece essa mole que passa
Sofrida e ansiosa aguardando o Natal.

Praia de Iracema - Fortaleza/CE - © Adilson Rego

Joanna de Ângelis

Natal de Amor






Emmanuel

Corrigendas






André Luiz

Perante Nós Mesmos
Matéria de Celso Martins

Primeiro devo dizer que por controle da natalidade entendo como sendo a indébita intervenção do Estado na delicada questão do número de filhos que um casal deve ter, no contexto das medidas preconizadas pela Eugenia (purificação da raça) e pela Demografia (maior ou menor quantidade de habitantes duma Nação).

Editorial Obras Básicas Matérias Notícias Quadrinhos Links Arquivo

Fale conosco: resenha@resenhaespirita.com