Resenha Espírita
Brasília/DF - Brasil
Edição: 04/2011
Última atualização: 30/12/2011
Outras Obras

Para Construir um Novo Natal
Será isso o nascer de um brilhante e abençoado Natal, quando, por meio da tua dedicação ao supremo bem, faças ressurgir a Estrela de Belém nas noites caliginosas de tantos corações

Em toda parte, vês as duras pelejas de muitas almas terrenas, que sofrem variados flagelos da natureza que, em sua ação renovadora, lhes impõem reequilíbrio.

Em toda parte, ouves os gemidos e ulos de incontáveis criaturas humanas, que, sob o acicate de testemunhos expiatórios e dramas provacionais, clamam pela ação do Guia Terrestre para que logrem forças morais para a indispensável batalha.

Em toda parte, registras, aturdido, o látego das enfermidades que dobram a tantas pessoas, impondo-lhes a transformação de energias envenenadas do seu íntimo em energias salutares, promotoras da harmonia orgânica.

Em toda parte, testemunhas atos de injustiças sociais, de corrupções ativas e passivas, perante o silêncio estudado ou a indiferença planejada de quem deveria converter-se em defensor e agente da dignificação social.

Realmente, temos a consciência de que vês e sabes tudo o quanto se passa no seio do mundo, o que ocorre com os indivíduos e instituições terrenas, as consequências psicossociais que se apresentam nos cenários do planeta. Daí gostaria de atentar para um outro enfoque, pois o mais sério, o fundamental mesmo é a tua postura diante de tudo isso. É a tua atitude na Terra, na condição de conhecedor das lições formidáveis de Jesus Cristo, na tua condição de cristão lúcido e sincero.

Urge que, nessa horas agras, difíceis, por que passam teus irmãos, em todos os lugares, transformes-te em operoso auxiliar do Mestre, devotado mensageiro de Deus, forjando em teu derredor um campo fluídico de apoio e de blandícias que anunciem a ação de Jesus entre as almas. Será isso o nascer de um brilhante e abençoado Natal, quando, por meio da tua dedicação ao supremo bem, faças ressurgir a Estrela de Belém nas noites caliginosas de tantos corações.

Vês em toda parte os passos inseguros e trôpegos de tantas criaturas que parecem rumar para tremendos abismos morais, enquanto se mantêm ignorantes. Daquele que as pode amparar e socorrer, enquanto não se dão conta de que sem a presença nobre de Jesus nas próprias vidas, perdem o ensejo de viver o mais venturosos e novo Natal, permitindo que tudo marche para o desnorteamento, para a frustração, para a dor e para o caos.

Busca, nos teus refolhos, entronizar o pensamento do Mestre Galileu. Reproduz em teu circuito íntimo, nos passos da tua existência, a gruta formosa de Belém para um Natal de renovação e de paz, a partir dos tempos em que estendas tudo isso entre os que te rodeiam, aprendendo a fazer uso de toda a luz e de toda a alegria que Ele representa para ti e para todos nós.

Luiz Carlos da Veiga, psic. Raul Teixeira, No Rumo da Sublime Estrela, Ed. Fráter


Volta ao topo da página
Inicial Editorial Obras Básicas Matérias Entrevista Quadrinhos Links Arquivo

Fale conosco: resenha@resenhaespirita.com.br